Pesquise no Grupo AVPH

loading...

Tartaruga de Couro de Rio da América Central

Dermatemys - Tartarugas AVPH

    A Tartaruga de Couro de Rio da América Central é uma enorme espécie de tartaruga de água doce rara cujo nome é devido a uma fina camada de couro delicado (pele rígida) que recobre todo o casco (conjunto carapaça e plastrão).


   Habitam os grandes rios e lagos de água limpa e bem oxigenada da América Central, indo desde o sul do México, Belize, Guatemala, até o norte de Honduras.
   São enormes tartarugas de água doce crespuculares ou noturnas, que podem passar o dia todo submersas no fundo de rios e lagos graças a adaptações especiais no tecido vascular presente em sua boca que lhes permitem extrair oxigênio diretamente da água. Sua carapaça possuí formato achatado e coloração bem escura, variando do cinza ao preto e o plastrão possuí cor de creme. Os animais jovens possuem uma espécie de quilha no meio da carapaça acompanhando a coluna vertebral e as bordas da carapaça são serrilhadas, ambos desaparecem conforme vão crescendo. Podem pesar mais de 22 kilogramas e medir quase 65 centímetros de comprimento curvilíneo de carapaça. O couro que recobre o casco é muito sensível a abrasão, quando em contato direto e constante com rochas ou cimento no mesmo instante é danificado, provocando sangramento no animal e se essse contato for porlongado, o ferimento pode atingir facilmente a camada óssea, exigindo cuidados extremos para serem mantidas em cativeiro.
   Os machos (foto da esquerda) possuem caudas mais longas e largas que as fêmeas (foto da direita) e eles possuem manchas amareladas na cabeça. As fêmeas costumam desovar entre os meses de Setembro a Novembro em bancos de areia nas margens dos rios e lagos. Cada postura de ovos costuma é composta de cerca de 20 ovos de cerca, que podem ser submersos durante a época das chuvas, pois os embriões conseguem sobreviver dentro dos ovos durante períodos prolongados de tempo expostos a baixas temperaturas ou baixas concentrações de oxigênio utilizando-se de uma espécie de pausa embrionária (similar a uma hibernação). Resutando em um período de incubação longo, demorando cerca de 115 a 223 dias de incubação. Os ovos possuem cerca de 57 a 70 milímetros de comprimento e 30 a 34 milímetros de largura. O sexo dos embriões é determinado pela temperatura de incubação a que os ovos são submetidos, temperaturas acima de 28°C produzem mais fêmeas e temperaturas entre 25 a 26 °C produzem mais machos.
   Sua alimentação é composta basicamente de plantas aquáticas, folhas de árvores, frutas e esporadicamente de pequenos invertebrados e peixes, sendo estes últimos mais consumidos por animais jovens. Durante a época das chuvas, as florestas inundadas são seus principais locais de alimentação.
   Essa espécie se encontra em elevado risco de extinção, devido a caça excessiva para utilização de sua carne e ovos como alimento. Provocando o seu desaparecimento de diversas regiões onde sua ocorrência era comum. Esta espécie está classificada como de elevado risco de extinção pela IUCN, classificado como CITES Appendix II e está entre as 25 espécies mais ameaçadas.
   Essa espécie é a última representante da família Dermatemydidae, que era muito comum na época dos dinossauros a 65 milhões de anos atrás, no final do período Cretáceo. Esses ancestrais deram origem a família Kinosternidae durante o Oligoceno.

Dados do Quelônio:
Nome: Tartaruga de Couro de Rio da América Central
Nome Científico: Dermatemys mawii
Época: Holoceno
Local onde viveu: América Central
Peso: Cerca de 22 quilogramas
Tamanho: 65 centímetros de comprimento curvilíneo de carapaça
Alimentação: Onívora

Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Testudines
Subordem: Cryptodira
Família:Dermatemydidae
Gênero: Dermatemys
Espécie: Dermatemys mawii (Gray, 1847)

Sinônimos:
- Dermatemys mawii Gray, 1847
- Emys berardii Duméril & Bibron, 1851
- Dermatemys abnormis Cope, 1868
- Dermatemys salvinii Gray, 1870
- Limnochelone micrura Werner, 1901

Referência Bibliográfica:
- Ernst, C., R. Barbour. 1989. Turtles of the World. Washington: Smithsonian Institution Press.
- Polisar, J. (1997) Effects of Exploitation on Dermatemys mawii populations in northern Belize and Conservation Strategies for Rural Riverside Villages. pp. 441–443.
- Turtles in Trouble: The World’s 25+ Most Endangered Tortoises and Freshwater Turtles—2011.



loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.