Pesquise no Grupo AVPH

Tartaruga Panqueca

Malacochersus - Tartarugas AVPH Malacochersus - Tartarugas AVPH Malacochersus - Tartarugas AVPH Malacochersus - Tartarugas AVPH

   A Tartaruga Panqueca (Malacochersus tornieri) cujo nome tem origem no formato bem achatado ou quase plano de sua carapaça, é nativa do Quênia, Tanzânia e Zâmbia no leste do continente Africano, habitando encostas rochosas elevadas de ambientes áridos e cerrados compostos de arbustos espinhosos. Essa espécie é o único membro do gênero Malacochersus existente atualmente.


   A carapaça dessa espécie se caracteriza por ser bem plana, fina e flexível, medindo cerca de 18 centímetros de comprimento curvilíneo. Geralmente os ossos das carapaças de outras tartarugas terrestres são bem rígidos e sólidos, entretanto essa espécie possuí ossos ocos, tornando-a mais leve e flexível. Suas carapaças possuem coloração marrom com desenhos radiados nas placas, que auxiliam na camuflagem em ambientes rochosos e desérticos. Seus plastrões possuem coloração amarelo claro e a cabeça, pernas e cauda possuem coloração amarelo escuro tendendo para o marrom. Os machos possuem as caudas maiores e mais grossas que as fêmeas.

Malacochersus - Tartarugas AVPH Malacochersus - Tartarugas AVPH

   As Tartarugas panquecas vivem em pequenos grupos e costumam dividir os locais de alimentação, repouso e de postura de ovos. Os machos lutam pelo direito de acasalamento com as fêmeas, período este que ocorre entre janeiro e fevereiro, onde os maiores e mais fortes machos conseguem acalar mais vezes tendendo a deixar mais descendentes. O período de desova ocorre entre julho e agosto. Em cativeiro onde a temperatura é controlada, a desova pode ocorrer durante todo o ano. As fêmeas cavam buracos com cerca de 7,5 a 10 centímetros de profundidade, preferindo locais de solo macio e arenoso, onde costumam desovar apenas um ovo por desova, podendo desovar mais vezes, em intervalos de 4 a 8 semanas, ao longo da temporada. A incubação dos ovos demora cerca de 4 a 6 meses. Os ovos e os filhotes são bem pequenos.

Malacochersus - Tartarugas AVPH Malacochersus - Tartarugas AVPH Malacochersus - Tartarugas AVPH

   Essa espécie não costuma hibernar, porém em cativeiros inadequados, a hibernação pode ocorrer sob riscos de aquisição de enfermidades. Na natureza costuma se esconder durante longos períodos entre rochas, buscando refúgio de predadores e do calor excessivo do sol e do ambiente. A maioria das atividades ocorre durante as primeiras horas da manhã ou no final da tarde e início da noite, onde elas costumam se alimentar de gramíneas e outras vegetações secas. Raramente essa espécie é encontrada longe das áreas rochosas e de abrigos, pois ao menor sinal de perigo elas se dirigem rapidamente para os abrigos, escalando com agilidade se preciso e utilizando seu casco semi-flexível para se esconder em fendas que seriam impossíveis para outras tartarugas terrestres, explorando assim, ambientes que nenhuma outra tartaruga atual conseguiria. Sua principal vantagem (o casco flexível) é também sua principal desvantagem, pois quando agarradas por predadores, o casco oferece pouca proteção na forma de escudo, podendo ser despedaçado facilmente devida sua pequena rigidez. Alimentam-se basicamente de herbáceas e plantas suculentas, contudo não rejeitam pequenos animais (minhocas, insetos, etc) e carniça.

   Os principais desafios para a sobrevivência dessa espécie são as destruições de seus habitats, onde no Quênia são ameaçadas pela substituição dos arbustos espinhosos pela a agricultura e na Tanzânia a criação de cabras e gado, aliada a exploração dela para comércio de pets devido sua aparência única no reino quelônio e para servir de alimento para os povos carentes da região onde elas habitam. Estes fatos somados a baixa taxa reprodutiva desta espécie a colocam no Apêndice II da CITES (Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas de Fauna e Flora Selvagens) e a classificação de vulnerável na Lista Vermelha da IUCN.
Malacochersus - Tartarugas AVPH Malacochersus - Tartarugas AVPH Malacochersus - Tartarugas AVPH

   O Quênia proibiu a exportação de Tartarugas Panquecas desde 1981, podendo ocorrer apenas com autorização do ministro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais, a Tanzânia protege esta espécie desde 1974 e ela é também protegida dentro do Parque Nacional Serengeti. A União Europeia proibiu a importação desta espécie em 1988, mas o comércio ilegal ainda continua, com vários países tendo reportado achados dessa espécie. A criação em cativeiro de Tartarugas panquecas como programa de recuperação da população já foi iniciada em alguns zoológicos, contudo, não existem operações visando a criação para fins comerciais para suprir a demanda do mercado mundial.

Dados do Quelônio:
Nome: Tartaruga Panqueca
Nome Científico: Malacochersus tornieri
Época: Holoceno
Local onde viveu: África
Peso: Cerca de 2 quilogramas
Tamanho: 18 centímetros de comprimento curvilíneo de carapaça
Alimentação: Onívora

Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Testudines
Subordem: Cryptodira
Família: Testudinidae
Gênero: Malacochersus
Espécie: Malacochersus tornieri (Siebenrock, 1903)

Sinônimos:
- Testudo tornieri Siebenrock, 1903
- Testudo loveridgii Boulenger, 1920
- Malacochersus loveridgei Pritchard, 1967 (ex errore)
- Malacochersus torneiri Paull, 1997 (ex errore)

Referências:
- Ernst, C., R. Barbour. 1989. Turtles of the World. Washington: Smithsonian Institution Press.
- Connor, M.J. (1992) Pancake Tortoise, Malacochersus tornieri. Tortuga Gazette.
- van Dijk, P.P., Iverson, J.B., Rhodin, A.G.J., Shaffer, H.B., and Bour, R. Turtle Taxonomy Working Group 2014. Turtles of the world, 7th edition: annotated checklist of taxonomy, synonymy, distribution with maps, and conservation status. In: Rhodin, A.G.J., Pritchard, P.C.H., van Dijk, P.P., Saumure, R.A., Buhlmann, K.A., Iverson, J.B., and Mittermeier, R.A. (Eds.). Conservation Biology of Freshwater Turtles and Tortoises: A Compilation Project of the IUCN/SSC Tortoise and Freshwater Turtle Specialist Group. Chelonian Research Monographs 5(7):000.329–479, doi:10.3854/crm.5.000.checklist.v7.2014.



Loading...
loading...
loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.